Como os Marxistas Culturais Falharam ao Ganhar

Sem uma cultura saudável, as pessoas não são marxistas naturais, mas sedentários naturais. Por Gene Callahan [*] William Lind descreveu as origens do marxismo cultural da seguinte maneira: Após a Primeira Guerra Mundial, os marxistas da Europa se depararam com uma difícil questão: por que o proletariado de todo o continente não se levantou em meio a revolução e estabeleceu […]

Saiba mais

Marxismo Cultural: O Corrompimento da América

Por Nelson Hultberg [*] “Os Estados Unidos passaram por uma revolução cultural, moral e religiosa. Um secularismo militante levantou-se neste país. Este sempre teve influência sobre as elites intelectuais e acadêmicas, mas nos anos 1960 capturou os jovens nas universidades e colégios. “Essa é a base da grande guerra cultural ora em curso… Somos agora dois países. Moralmente, culturalmente, socialmente […]

Saiba mais

O Marxismo Cultural da Cerimônia de Abertura das Olimpíadas do Rio

por Gabriel de Arruda Castro [*]   O Brasil deveria envergonhar-se de sua pobreza, não glamorizá-la. A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, além de não ter sido prejudicada por terroristas, bandos de criminosos ou por um ataque maciço de mosquitos infestados pelo Zika Vírus, foi até razoavelmente divertida. A simbologia que o Brasil escolheu para se apresentar ao mundo, […]

Saiba mais

O mito da superioridade moral da esquerda

O socialismo foi a maior máquina de assassinar já arquitetada pela humanidade. Paradoxalmente, uma das características mais facilmente identificáveis nos militantes da esquerda é seu senso de superioridade moral. Em seu livro “The Vision of the Annointed” (A Visão dos Ungidos), Thomas Sowell nos explica que “a ideologia é um instrumento de poder, um mecanismo de defesa contra a informação; […]

Saiba mais

O que é Marxismo Cultural?

Em poucas décadas, o marxismo cultural tornou-se a influência predominante nas universidades, na mídia, no show business e nos meios editoriais do Ocidente. Seus dogmas macabros, vindo sem o rótulo de “marxismo”, são imbecilmente aceitos como valores culturais supra-ideológicos pelas classes empresariais e eclesiásticas cuja destruição é o seu único e incontornável objetivo. Dificilmente se encontrará hoje um romance, um […]

Saiba mais

Do marxismo cultural

Olavo de Carvalho 8 de junho de 2002 Segundo o marxismo clássico, os proletários eram inimigos naturais do capitalismo. Lênin acrescentou a isso a idéia de que o imperialismo era fruto da luta capitalista para a conquista de novos mercados. Conclusão inevitável: os proletários eram também inimigos do imperialismo e se recusariam a servi-lo num conflito imperialista generalizado. Mais apegados […]

Saiba mais