Por que autores de massacres atacam igrejas e escolas, ao invés de encontros da NRA?

Por Awr Hawkins:

NRAEm sequência ao ataque hediondo na Igreja Metodista Episcopal de Charleston (Carolina do Sul, EUA), o ritual do Partido Democrata em clamar por controle de armas está mais forte do que o normal e o foco da mídia mainstream na ameaça de “massacres em massa” aumentou consideravelmente.

A pergunta que ninguém no Partido Democrata ou nos veículos de mídia faz é: por que esses assassinos, do ponto de vista histórico, atacam igrejas e escolas, mas ignoram reuniões da NRA*? Por que eles atacaram o Fort Hood** duas vezes em um período de cinco anos, mas não abrem fogo em um Walmart?

Fazer estas perguntas significa respondê-las. Cidadãos que obedecem à lei são largamente proibidos de portar armas para sua defesa em igrejas e escolas em todo o país, mas eles podem estar forte e abertamente armados em reuniões da NRA. Da mesma forma, soldados são obrigados a ficarem desarmados em bases militares, enquanto consumidores no Walmart podem portar armas (e frequentemente o fazem) para proteger a si mesmos e a suas famílias.

Considere o caso de James Holmes, que alegadamente atirou e matou 12 e feriu 70 pessoas no dia 20 de Julho de 2012, durante uma exibição do filme “O cavaleiro das trevas ressurge” em um cinema em Aurora, Colorado. Logo após ao ataque, a rede Fox News reportou*** que haviam sete cinemas exibindo o filme dentro de um raio de 20 minutos da residência de Holmes, alguns deles mais próximos do Cinemark que ele atacou.

Por exemplo, o Cinemark estava a uma distância de quatro milhas, uma viagem de oito minutos de carro, enquanto outro cinema estava exibindo o filme há apenas 1.2 milhas (3 minutos). Mas, de todos os cinemas dentro de um raio de 20 minutos, incluindo o cinema a 3 minutos de distância, o Cinemark era o único que barrava cidadãos de bem de portar armas para sua defesa.

A lição é clara: controle de armas incentiva os criminosos; facilita as suas vidas, garantindo que vítimas determinadas e inconvenientes não terão a habilidade de se defenderem quando o tiroteio ocorrer.

Exemplo: um sobrevivente do ataque à igreja em Charleston disse que sua única opção de ação contra o assassino era de implorar para que ele parasse.

Pessoas desarmadas são pessoas vulneráveis e predadores criminosos se alimentam deles.

Tradutor: César Pacheco
Artigo original: http://goo.gl/Q2Q7wy

Notas

* NRA é a Associação Nacional de Rifles (National Rifle Association), uma ONG norte-americana voltada para a proteção do direito ao porte de armas, previsto na Constituição dos Estados Unidos.
** Fort Hood é uma base militar em Kileen, Texas, onde ocorreram dois tiroteios (2009 e 2014).
*** Fonte: http://www.foxnews.com/opinion/2012/09/10/did-colorado-shooter-single-out-cinemark-theater.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *