Governo austríaco se refere a Israel como “estado judeu” pela primeira vez

Por Eldad Beck [*]

A nova plataforma do governo do primeiro-ministro Sebastian Kurz também afirma o compromisso da Áustria com o processo de paz árabe-israelense com base na solução de dois estados. • Movimento visto como grande mudança de política. • A plataforma também reconhece culpabilidade austríaca no Holocausto.

O novo governo austríaco, liderado pelo primeiro-ministro conservador Sebastian Kurz (Partido Popular Austríaco), incluiu, pela primeira vez, uma referência clara ao caráter judaico de Israel em sua nova plataforma.

A plataforma também afirma o compromisso da Áustria com o processo de paz árabe-israelense com base na solução de dois estados, com o objetivo de atender às necessidades de segurança de Israel ao estabelecer um estado palestino viável.

Até agora, o governo alemão, sob a chanceler Angela Merkel, foi o único governo europeu que reconheceu em sua plataforma o caráter judaico de Israel.

A nova plataforma do governo austríaco também inclui referências explícitas que reconhecem a culpabilidade da Áustria no Holocausto. Isso também é um precedente político. O governo comprometeu-se a comemorar oficialmente o 80º aniversário da Anschluss – a anexação da Áustria ao Reich nazista – que acontece no ano que vem, e o Holocausto, como “uma das maiores tragédias da história da humanidade”.

O movimento do Partido Popular Austríaco de Kurz para incluir esses pontos na plataforma do novo governo, indica sua nova política em relação a Israel e ao passado nazista da Áustria.

[*] Eldad Beck. “Austrian government’s platform refers to Israel as Jewish state for first time“. Israel Hayom, 17 de Dezembro de 2017.

Tradução: Diogo Pires
Revisão: Jonatas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *