Ele não viu a placa

ataque2No dia 17 de julho de 2015, Mohammad Youssuf Abdulazeez de 24 anos de idade, cidadão norte-americano naturalizado, nascido no Kwait e muçulmano devoto, abriu fogo em dois centros de recrutamento da marinha americana na cidade de Chattanooga, Tennessee (EUA). Ironicamente, tais centros de recrutamento militares são “gun free zones”, onde o porte de armas de fogo é proibido. Isso, entretanto, não impediu Abdulazeez de entrar nestes lugares com sua AK-47 e matar cinco militares, antes de ser morto pela polícia. O FBI, que está conduzindo as investigações, trata o caso como um ato de terrorismo doméstico.

Seguramente, Abdulazeez não viu os sinais que diziam que o porte de armas de fogo naqueles lugares era proibido. Caso contrário, estas seis mortes teriam sido evitadas.

Cartum: A. F. Bruce
Adaptação: Hugo Silver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *