Ativista gay: “Depois do ataque em Orlando, vou votar em Trump”.

Autor: Anônimo*

Este é o dia mais triste da minha vida. Realmente não consigo esquecer o horror do que aconteceu noite passada em Orlando, onde 50 gays alegres e dançando foram assassinados por um extremista religioso. Estou triste –minha alma está devastada – com o que aconteceu; mas também estou triste porque os eventos em Orlando esmagaram minhas crenças políticas, de modo que eu não posso mais aderir à filosofia progressista pacifista e cor-de-rosa que apenas contribui para que meus colegas gays sejam mortos.

GettyImages-539920710.0Sim, há uma guerra entre fundamentalistas religiosos e o espírito de amor e tolerância. Mas nós progressistas aqui na América ainda militamos sob a ilusão de que a religião que precisamos combater é o Cristianismo. Mas isto é um caso de “falácia do espantalho”, e isso tem acontecido por décadas. Desde a década de 1990, extremistas cristãos têm essencialmente perdido sua força e atualmente estão fracos e fora das “guerras culturais”. Entretanto, extremistas muçulmanos armados nos assassinam e, para a esquerda, a única reação é choramingar a respeito de “Islamofobia” e fazer um malabarismo mental para tentar afastar a evidente motivação religiosa por trás dos assassinatos.

Ah, claro: o ano todo eu estive no joguinho “Bernie ou Hillary?” com os outros Democratas nos meus círculos social e profissional. Mas isso já não é mais um jogo. Nossas vidas estão em perigo. Embora eu tenha votado em Hillary nas primárias, agora eu morro de vergonha e constrangimento por ter feito isso e, em novembro, votarei em Trump.

Por quê? Sim, eu sei que Trump é um imbecil, um grosseiro, um palhaço tagarela. Você não precisa me convencer disto. Mas ele é o único que diz algo sobre frear o extremismo islâmico e, à luz do que aconteceu na última noite em Orlando, de repente, esta é a única questão que realmente importa no que diz respeito às questões de saúde, bem-estar e segurança da comunidade gay.

De quebra, Trump nunca disse 5g1a4013nada homofóbico e sempre se deu bem com a comunidade gay em Nova York, então tem isso a seu favor também.

Agora eu percebo, com clareza brutal, que, na hierarquia progressista de identidade de grupos, muçulmanos são mais importantes que os gays. Todo comentarista e político – e isso inclui o Presidente Obama, Hillary Clinton e metade dos apresentadores de TV – que hoje disse “Nós não sabemos qual era a motivação do atirador!” me revelou as suas reais prioridades: apaziguar muçulmanos é mais importante do que defender as vidas de homossexuais. Cada progressista que intercede por assassinos islâmicos é cumplice dos assassinatos e eu não posso mais fazer parte disto.

Só estou cansado. Cansado de hipocrisia, de mentiras, de engano.

E sabe o que me deixa ainda mais bravo? O fato de eu ter que esconder minha identidade e ficar no anonimato para escrever este texto. Se eu me revelasse como apoiador do Trump, eu seria perseguido, exposto e evitado por todos que conheço e linchado no Twitter pelos que até ontem eu mesmo liderei.

Estou envergonhado. Estou com raiva. E estou triste. Não gostaria de votar no Trump, mas eu preciso. E se você se importa com a segurança da comunidade gay na América, deveria votar nele também.


Tradução: Patricia Maragoni.
Revisão: cpac.
Artigo original: https://pjmedia.com/trending/2016/06/12/gay-activist-after-orlando-trump-voter/?singlepage=true
Publicado originalmente em 12/06/2016.

7 comentários

  • Que conversa e essa de que Trump e um imbecil, tagarela, grosseiro? Por que o considera assim? Pelo contrario eu o acho capaz, ja que e um empresario de sucesso. E inteligente pois sabe responder as provocacoes sem ofender ninguem, tendo argumentos para qualquer invencionice das mais bizarras que inventam. Ele e um homem rico e nao precisaria entrar nesse formigueiro de comunistas. Nao precisara comprar votos de deputados. Ele esta se candidatando porque “se encheu” da destruicao que estao tentando aplicar no seu pais e resolveu defender sua patria. E claro que para Hillary, Islam e mais importante do que o povo americano e que entre os homossexuais e os terroristas ela ficara com os terroristas e ate ja deu entrada livre para eles que ja construiram mais mesquitas ao demonio do que Igrejas cristas que pelo contrario estao sendo fechadas. E durante o governo de Obama as mesquitas se multiplicaram. Imaginem se nao vai acontecer como na Europa, essa dominacao pelo EI. Voces precisam compreender que o unico dos candidatos que e sincero em tudo o que fala e Donald Trump. Os canalhas falam mal dele porque tem medo da reorganizacao que ele impora e as restricoes as orgias sexuais e toda especie de aberracoes que tem acontecido nos States. Pobre povo se a vencedora for Hillary. Ela e comunista que se diz democrata, igualzinha a Dilmalefica. Diz uma coisa e faz outra.

  • Herberti

    Declaração importantíssima. Tem que ser divulgada ao máximo.

  • Erik

    Finalmente uma alma acordou do pesadelo!!! A direita NUNCA condenou os gays! Isso é uma falácia esquerdista para somar votos, no velho esquema nós contra eles! TRUMP é o ÚNICO que pode levar a América de volta a sua importância histórica! Sei que as vezes ele parece fanfarão, grosso e estúpido, mas é exatamente isso que faz dele HOMEM e não uma gazela queniana que diz ter nascido nos EUA, é ISLAMITA e odeia a América! Wake UP, America!!!! TRUMP NOW!

  • Silvio Marques

    A esquerda teria um orgasmo se o massacre tivesse sido cometido por um eventual extremista cristão, por mais contraditório que possa ser, já que a essência do cristianismo é amar ao próximo como a si mesmo e que a guerra não é contra a carne e nem contra o sangue e sim no campo espiritual, mas a esquerda insiste em criminalizar o cristianismo porque é a base moral do Ocidente e é isso o que eles querem destruir. Mas e agora que o massacre veio por um extremista radical islâmico que eles tanto defendem?

  • Artur, o legítimo

    NÃO SE ENGANEM,
    isto é , além de raríssimo, Fogo de Palha,
    incontáveis vezes eu ouvi dizer que tal e qual gay era ‘sociável, tolerante, de bom-senso’, e Jamais isto prevaleceu no futuro, porque há uma ligação Umbelical, entre ‘ser-gay’ (estar gay), e ser Esquerdista, e contra o cristianismo.

    é IMPOSSÍVEL haver um gay com simpatia pelo cristianismo real (dai eles precisarem,por mero ativismo, criar igrejas gays, que são corruptelas óbvias de várias morais e textos cristãos). Este mesmo ativista dos EUA, no mome to que o choque passar, será o primeiro a escurraçar os cristãos de quaisquer matizes, que ainda que levemente, diga que sua OPÇÃO sexual não seja boa.

    É como a quase Idolatria que há por Fernando Hollyday, hoje ele é uma pessoa com alguns bons valores, mas enquanto se definir como Gay, o futuro dele será o que é o de Jean Wyllys, embora possa dizer que mais moderado, mas o Fermento que leveda toda a massa ainda estará lá, dando viés relativista, e portanto contrário a qualquer ordem moral, e portanto contra o Cristianismo.

    Ex-Gay é o único tipo que simpatizará de verdade com conservadores (ou semi-conservadores, como Trump,.. também tem que lembrar que Trump não é um legítimo da ‘raça’).

  • Alexandre

    Arthur, o legítimo,
    Você desconhece a quantidade de gays conservadores existentes, inclusive cristãos. Uma coisa é ter libido homossexual, outra é fazer dessa libido o centro gravitacional da sua alma. No Brasil, Clodovil Hernandez, o jovem Smith Hays e o blog Gays de Direita. Na Inglaterra, o mais famoso: Milo Yannoupoulos (recentemente em turnê pelas universidades americanas).
    Você ajuda a esquerda na confusão entre indivíduos homossexuais e ativistas gayzistas. Estudar antes de falar é uma boa vacina para o seu mal.

  • Carla

    Não existe gay cristão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *