As verdadeiras raízes do terrorismo

Mohammad Youssuf Abdulazeez, 24 anos de idade, vivia em um subúrbio de Chattanooga no estado de Tennessee (EUA). Apesar de ter nascido no Kwait, era naturalizado americano e havia sido criado no Ocidente. De acordo com pessoas mais próximas, Abdulazeez era um jovem pacato de classe média, formado em engenharia eletrônica pela Universidade do Tennessee. Na última sexta-feira, ele se dirigiu a um centro de recrutamento militar da marinha americana e, com uma AK-47, matou cinco militares antes de ser alvejado e morto pela polícia. O caso está sendo investigado e tratado pelo FBI como um ato de terrorismo doméstico.

O que leva uma pessoa a cometer um atentado terrorista? Quais são as raízes do terrorismo? Seria a pobreza extrema ou a ignorância, como comumente se diz? O caso de Abdulazeez parece contradizer essa teoria. Seria ele uma exceção?

Neste vídeo, Haroon Ullah, professor adjunto na Escola de Relações Exteriores da Universidade de Georgetown, nos compartilha sua experiência ao viver em um dos berços do extremismo islâmico e do terrorismo mundial – o Paquistão – onde ele pôde testemunhar outros casos muitos semelhantes ao de Abdulazeez, e constatar que o terrorismo islâmico têm raízes bem distintas das que normalmente lhe atribuem.

Tradução: Hugo Silver
Revisão: Luiz Felipe Costa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *