As Faculdades Agora Têm Cursos de “Estudos Sobre Gordos” e Grupos que Lutam Contra o ‘Pesismo’ e a ‘Gordofobia’

– Por Katherine Timpf –

 

Há uma nova classe protegida no pedaço.

 

Os campi das faculdades de todo o país estão tratando os gordos como uma nova classe protegida, lançando cursos de “estudos sobre gordos”, onde ensinam que ser gordo não é prejudicial e grupos de consciência que lutam contra a tão chamada “gordofobia” e o “pesismo”*. Sim — “gordofobia” e “pesismo” estão em evidência agora. E isso é aparentemente um enorme (perdão) negócio. A Universidade de New Hampshire tem agora uma organização de estudantes chamada de “People Opposing Weightism (POW!)” (“Pessoas Contra o Pesismo – PCP”, em tradução livre) que “criará eventos que vão ajudar as pessoas a refletirem sobre o pesismo e a gordofobia.” Há inúmeras imagens de pessoas claramente obesas postadas no que parece ser a página do grupo. E além de tudo está na moda: cursos pagos sobre a obesidade estão se tornando uma tendência — e como Peter Hasson, do The Daily Caller, observa: eles “normalmente se opõem a posição de que a obesidade seja prejudicial ou indesejável” e tratam a questão como um problema de justiça social em vez de um problema de saúde. Afinal, todos nós sabemos que a sensibilidade é mais importante que a ciência! Por exemplo, a Universidade do estado de Oregon tem atualmente um curso de “Estudos sobre Gordos” que “enquadra a opressão sobre o peso como uma causa de justiça social, explorando formas de ativismo no uso contra o pesismo” e “examina” a obesidade” como uma “área de diferença humana sujeita a privilégio e descriminação que se cruza com outros sistemas de opressão.

Um artigo da Campus Reform relata que na Universidade de Maryland estão oferecendo, no pátio da faculdade, uma aula com o título de “Introdução aos Estudos sobre Gordos” no qual, de acordo com seu programa, classifica o fato de ser gordo como “um aspeto da diversidade humana, sua experiência e identidade” além de uma questão de saúde. Entre as leituras obrigatórias encontra-se o “The Fat Liberation Manifesto” (“O Manifesto da Liberdade dos Gordos”, em tradução livre), cuja declaração é de que os livros de dieta e outros produtos relacionados a dieta são “inimigos”. A Campus Reform incluiu um link ao programa do curso em seu artigo original, mas parece que desde então ele foi removido da descrição do curso por razões desconhecidas. (Talvez porque seja ridículo o bastante para ser considerado uma preocupação nacional.)

A Universidade de Willamette também possui um curso similar — intitulado de “Gordos!: A ciência, a cultura e as políticas do peso” — em que também se discute o pesismo e que, de acordo com o The Daily Caller, inclui uma apresentação no Power Point que recusa a discussão de que estar acima do peso seja um problema médico.

De acordo com o The Daily Center, cursos similares de “estudos sobre gordos” têm surgido na Tufts University e na Dickinson College. Esperançosamente, todas as outras faculdades vão seguir o exemplo em breve. Afinal, isso tudo é muito importante e saudável.

 

Katherine Timpf é repórter da National Review Online

 

*Pesismo (weightism, em inglês) – É um neologismo relacionado à palavra ‘Peso’.

Link do artigo original: http://www.nationalreview.com/article/429661/college-fat-studies-courses-and-groups-fight-weightism-and-fatphobia

 

Vídeo relacionado:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *